Amigos, amigos….música a parte

Que Deus te abençoe, Imperador Negro (da chatice?)

 bush.jpg  

 O Godspeed You! Black Emperor é uma banda canadense de Post-rock formada em Montreal, fundada nos idos de 94. O grupo tem no mínimo vinte integrantes, que em alguns shows pode ser reduzido a nove no palco, contando com vários instrumentos além do comum “baixo-guitarra-bateria”, que incluem violinos, violencelos, naipe de metais e até o Glockenspiel, um xilofone mais requintado. Com cinco discos na carreira (sendo um EP), além de duas compilações, o Gy!be (chamado assim pelos seus integrantes e fãs) é uma banda influenciada pelas várias vertentes do rock (punk, rock progressivo), além da música clássica, jazz e o movimento cultural Avant-garde.

 O Godspeed You! Black Emperor vai além de uma banda “chata” de pós-rock. É uma orquestra apocalíptica que se utiliza de várias vertentes culturais e joga tudo num caldeirão, explodindo nos seus discos e shows. Eles flertam com novos idéias de entretenimento, tanto que em muitas de suas músicas, eles colocam samplers e gravações de pessoas falando, dando entrevistas, recitando poesias, além de efeitos sonoros (como um barulho de locomotiva). Prova disso é a música “Providence”, onde durante a música pode-se escutar um “preacher man” com sua pregação apocalítpica, ou em “Blaise Bailey Finnegan III”, que tem excertos de uma entrevista com o homem de mesmo nome.

                                                    466px-nme1.jpg

Se o “Juízo Final” tivesse uma trilha sonora, seria qualquer disco do GY!BE. Eles nos mostraram no final da década de 90 e na entrada do novo milênio que o rock como conhecíamos morreu, e que a salvação não era a música eletrônica emergente, mas sim uma outra forma de música e entretenimento, colocando influências diversas e fazendo uma coisa totalmente diferente.

Nos links abaixo vocês poderão sentir um pouco o que é o Godspeed You! Black Emperor.

No primeiro, vocês podem ouvir e fazer download de 6 músicas do grupo canadense.

Do álbum “debut”, F♯A♯∞ , temos  “The Dead Flag Blues” e “Providence”. Do EP Slow Riot for New Zerø Kanada, “Blaise Bailey Finnegan” e do último disco, Yanqui U.X.O., “Rockets Fall On Rocket Falls”. Há também músicas que saíram em compilações e raridade como “A Silver Mount Zion” e “Hung Over as the Queen in the Maida Vale”

Avulsas do GY!BE

No segundo link, vocês encontrarão o disco Lift Your Skinny Fists Like Antennas to Heaven.

                                                  liftyrskinnyfists.jpg

Lift Your Skinny Fists Like Antennas to Heaven (2002)

O “Godspeed…” é uma banda de rock um pouco incomum. Fato disso são as músicas, pois além de colocar efeitos sonoros e excertos de falas, as próprias são muito longas, sendo q ue algumas chegam a beira dos trinta minutos. Uma idéia que eles pegaram da música erudita é a fragmentação de uma música em vários trechos menores, chamados de “movimentos”. O disco “Lift Your Skinny Fists…” só tem quatro músicas, mas tem quase noventa minutos de duração e é duplo. Todas as quatro músicas foram fragmentadas e cada movimento tem um título. Abaixo você pode ver o título e o subtítulo das músicas na sua ordem:

Disc one

  1. “Storm” – 22:32
    • “Lift Yr. Skinny Fists, Like Antennas to Heaven…” – 6:15
    • “Gathering Storm/Il Pleut à Mourir [+Clatters Like Worry]” – 11:10
    • “‘Welcome to Barco AM/PM…’ [L.A.X.; 5/14/00]” – 1:15
    • “Cancer Towers on Holy Road Hi-Way” – 3:52
  2. “Static” – 22:35
    • “Terrible Canyons of Static” – 3:34
    • “Atomic Clock.” – 1:09
    • “Chart #3” – 2:39
    • “World Police and Friendly Fire” – 9:48
    • “[…+The Buildings They Are Sleeping Now]” – 5:25

Disc two

  1. “Sleep” – 23:17
    • “Murray Ostril: ‘…They Don’t Sleep Anymore on the Beach…'” – 1:10
    • “Monheim” – 12:14
    • “Broken Windows, Locks of Love Pt. III.” – 9:53
  2. “Antennas to Heaven” – 18:57
    • “Moya Sings ‘Baby-O’…” – 1:00
    • “Edgyswingsetacid” – 0:58
    • “[Glockenspiel Duet Recorded on a Campsite In Rhinebeck, N.Y.]” – 0:47
    • “‘Attention…Mon Ami…Fa-Lala-Lala-La-La…’ [55-St. Laurent]” – 1:18
    • “She Dreamt She Was a Bulldozer, She Dreamt She Was Alone in an Empty Field” – 9:43
    • “Deathkamp Drone” – 3:09
    • “[Antennas to Heaven…]” – 2:02

Bom…..se vocês acham que o Radiohead ou o Flaming Lips são os originais, que elevaram a música a um outro patamar, que sintetizaram o espírito decadente do fim dos anos 90….bem…então….vocês precisam rever seus conceitos musicais.

Em tempo…..o nome da banda veio de um filme japonês homônimo, de 1976.

Outra nota…..a música  “Hung Over as the Queen in Maida Vale” é uma junção de dois movimentos, “Monheim e “Chart #3”, e foi gravada no programa de rádio “John Peel Sessions”, da BBC inglesa.

gybe.jpg

Anúncios

agosto 10, 2007 - Posted by | Godspeed You! Black Emperor

2 Comentários »

  1. “vai além de uma banda chata de post-rock”… ok, este trecho me convenceu. hehehe.

    Comentário por Carlos | agosto 10, 2007

  2. não é de todo uma banda chata de post-rock, se é que isso é um conceito aceitável; “godspeed” nao é “deus te abençoe” mas sim uma expressao medieval similar ao “boa viagem”. Experimenta Mono, This Will Destroy You e Youth Pictures of Florence Henderson, talvez a ideia de post-rock = chato se dissolva

    Comentário por They Dont Sleep Anymore | novembro 26, 2007


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: